Home Notícias CropLife Brasil lança websérie “Conectados pelo Campo”
Notícias

CropLife Brasil lança websérie “Conectados pelo Campo”

Conectados pelo Campo, produtores rurais e empresas evitam desperdícios nas lavouras, e alimentos que seriam destruídos são doados para comunidades em vulnerabilidade social.

Pelo menos 60 milhões de brasileiros estão em situação de insegurança alimentar. O dado é da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), divulgado em julho deste ano. Além disso, um terço dos alimentos produzidos são desperdiçados ou perdidos em todo o mundo.

E o que podemos fazer para mudar essa situação? Sendo 16 de outubro é o Dia Mundial da Alimentação – temos um convite para reavaliar nossos sistemas alimentares, hábitos de consumo e redes de distribuição.

“Nos últimos anos houve uma pressão adicional por conta do desaquecimento econômico causado pela pandemia de Covid-19 e por conflitos que levaram instabilidade às cadeias. Independentemente disso, se praticamente um em cada dez brasileiros não têm acesso a uma alimentação adequada, é preciso intensificar ainda mais os esforços de sustentabilidade para mudar esse cenário”, afirma o presidente-executivo da CropLife Brasil (CLB).

Durante a pandemia, os meses mais restritivos foram muito difíceis para os agricultores, especialmente os de pequeno porte. “Com a interrupção das atividades de restaurantes, lanchonetes e diversos tipos de cozinhas comerciais por tempo indeterminado, nós, horticultores, ficamos sem alternativa”, contou a produtora Simone Silotti, de Mogi das Cruzes, no cinturão verde da Grande São Paulo.

A preocupação de Simone se justificava pela janela curta de colheita para esse tipo de alimento e também pelo fato de eles não poderem ser armazenados o que levaria a destruição dos produtos. Em 2020, para evitar que as hortaliças fossem destruídas, ela teve a ideia de formar uma rede colaborativa e pedir ajuda a empresas solidárias – nascia o projeto #FaçaUmBemINCRÍVEL.

A iniciativa começou com produtores vizinhos, mas houve a necessidade de se criar uma cooperativa para continuar a atividade. A ideia é vender para empresas solidárias a produção que os cooperados teriam que destruir por não terem conseguido vender a tempo.

Caso o produto não seja comercializado em um intervalo de dois ou três dias, o alimento de alta qualidade pode passar do tamanho padrão dos supermercados e, então, a alternativa seria destruir. Essas hortaliças compradas pelos parceiros são doadas para comunidades em situação de vulnerabilidade social.

Cooperação e Engajamento

As produtoras rurais Beatriz Sabino e Jaqueline Mognon fazem parte do projeto. Em comum, a herança da vida no campo e o intenso trabalho diário de cultivar, colher, vender e fazer com que os alimentos cheguem à mesa de todos. Através do #FaçaUmBemINCRÍVEL, elas conseguem escoar a produção que poderia ser perdida. “A gente tem uma história aqui quando se coloca a semente e a muda na terra. Mas, quando o alimento sai da chácara, vai ter uma outra história, vai matar a fome de alguém”, enfatizou Beatriz.

Jaqueline se tornou presidente da Cooperativa Agrícola de Quatinga (CAQ). “Sem a cooperação e o engajamento, nada disso seria possível. A união dos produtores é o que nos move e o que faz dar certo porque a iniciativa partiu da nossa necessidade e um tem que ajudar o outro”, enfatizou.

Conectados Pelo Campo

Uma das comunidades beneficiadas com os alimentos produzidos pelos agricultores da CAQ é o Assentamento Nova Laranjeiras, em São Paulo. A líder comunitária Joanadaque Maria dos Santos Silva coordena alguns dos trabalhos voluntários no bairro sendo um deles o de entregar as hortaliças. “A situação das famílias é bastante ruim no Assentamento, há muita gente desempregada sem ter o que comer e os alimentos doados serão a mistura de muitas famílias, por dias, inclusive”, explicou Joana.

Para apresentar as histórias por trás dessas duas dimensões dos alimentos, o campo e a cidade, a CropLife Brasil se uniu ao Grupo Mulheres do Brasil para o lançamento da web série Conectados pelo Campo. São três episódios disponíveis no YouTube do Projeto Comida Boa, braço de responsabilidade social da entidade.

Assista ao trailer da websérie

Na série, os desafios da terra serão contados pela Beatriz Sabino que, apesar de ter crescido na roça, já teve vontade de deixar o campo. Na outra ponta da cadeia, Joanadaque nos mostra os desafios da cidade. O alimento produzido por Beatriz chega à cozinha de Joana e de várias outras pessoas no assentamento para mitigar uma das necessidades da comunidade.

Assista a todos os episódios no link:

Conectados pelo Campo

Doação

Até o mês de setembro de 2022, com a contribuição da CropLife Brasil, o projeto atingiu a marca de 340 toneladas de frutas, verduras e legumes resgatadas e doadas para mais de 300 mil famílias da Região Metropolitana de São Paulo, Campinas, Sumaré, Paulínia e Baixada Santista.

A CLB é uma dessas entidades solidárias que contribuem para fazer com que, de um lado, se evite o desperdício no campo, e de outro, alimentos ajudem no combate à fome e insegurança nutricional. A CropLife Brasil contribuiu com a aquisição de seis toneladas de hortaliças entregues para a população do Assentamento Nova Laranjeiras.

Diante de problemas globais, como mudanças climáticas e pandemia, muitas vezes, podemos nos sentir pequenos. Mas, por meio da construção de pontes e de oportunidades de conexão, há um caminho.

Essa é a agricultura na qual a CropLife Brasil acredita, aquela que usa tecnologia, preserva o meio ambiente e não deixa ninguém para trás. Pelo contrário, resgata agricultores e comunidades para um futuro mais promissor.

“Não é só matar a fome, os alimentos geram uma memória afetiva. Saber que é das nossas mãos que a gente leva os alimentos para alguém, é muito gratificante”, destacou a produtora Beatriz Sabino.

Aviso de cookies
Usamos cookies para melhorar a experiência de nossos usuários em nosso site. Ao acessar nosso conteúdo, você aceita o uso de cookies como prevê nossa política de cookies.
Saiba Mais