Home Notícias Adoção de biológicos em hortifrútis

Notícias

Adoção de biológicos em hortifrútis

A prática do controle biológico tem aumentado no campo. Produtores de hortifrútis como o mamão, a banana e o citros, de grãos como a soja e o milho e de energia com a cana-de-açúcar têm impulsionado o crescimento do mercado de biodefensivos no Brasil. Tal fenômeno anda aliado à  grande inovação tecnológica do setor e tem provocado aumento no número de produtos biológicos registrados.

Atualmente existem biodefensivos para todas as etapas da produção: desde o pré-plantio, controle de praga e doenças na lavoura até o pós-colheita.

O crescimento na adoção de produtos biológicos não é por acaso 

Os produtos biológicos trazem benefícios que agradam tanto os produtores como os consumidores, uma vez que o controle biológico reduz o desequilíbrio ambiental, a presença de resíduos químicos, o custo da produção e ainda ajuda a preservar outras tecnologias.

Conheça os protagonistas dos produtos biológicos disponíveis no Brasil

Saiba sobre

Em geral, os biodefensivos são eficazes em pequenas quantidades, e se decompõem rapidamente, sem deixar resíduos na lavoura. Portanto, são utilizados de forma alternada com os defensivos químicos como componentes do Manejo Integrado de Pragas (MIP).

Além disso, diferentemente dos defensivos químicos, que são registrados por culturas, os produtos biológicos de controle são registrados por alvo (pragas e doenças). Isso significa que uma vez registrados no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), esses produtos podem ser utilizados em qualquer cultura cuja praga alvo ocorra.

O que atende perfeitamente produtores de hortifrútis – culturas para as quais são escassos o número de defensivos destinados à proteção de plantas.

 Regulamentação de produtos biológicos

Leia mais sobre

Por exemplo, na cultura da banana, uma broca, conhecida como moleque da bananeira ou broca do rizoma, tem poucos defensivos químicos registrados. No entanto, produtos biológicos à base do fungo Beaveria bassiana são eficientes no controle desse inseto, a adoção desse produto, pelos bananicultores tem aumentado a cada ano.

Produtos para controlar pragas comuns como a mosca das frutas, que até hoje causam grandes prejuízos, devem ganhar assistência com a pesquisa de novos inimigos naturais capazes de controlar as larvas das moscas, eliminando a praga antes que se torne uma mosca adulta e evitando aumento de população e sua dispersão. 

Moscas-das-frutas: cientistas encontram agente biológico para controle da praga

Leia também

Com isso, produtores de batata, alface, cebola, abacaxi, uva, melão, tomate, abóbora, alho, couve-flor, pimentão e de muitas outras culturas tem se beneficiado com um portfólio cada vez maior de biodefensivos para o controle das principais pragas e doenças, sejam elas ácaros, insetos, microrganismos ou nematoides.

Fruticultores como exemplo

Não é só a disponibilidade de produtos que tem feito o interesse pelos biológicos crescer entre os produtores de hortifrútis. A percepção do consumidor e exigência do mercado externo, por produtos cada vez mais sustentáveis, também são fatores que têm feito com que os produtores adotem cada vez mais os biodefensivos, principalmente os fruticultores que almejam exportar seus produtos para Europa.

Dados da Blink consultoria mostram um crescimento na adoção de quase 20% no cultivo de citros e banana e um aumento superior a 5 % nos pomares de maçã, uva, mamão, melão e melancia. Ainda vale destacar que os biodefensivos já estão, em pelo menos, metade da produção de banana e mamão. Gráfico sobre o crescimento na Adoção de Biodefensivos pelos Fruticultores - biológicos em hurtifrúti

Defensivos biológicos: presente e futuro na Fruticultura

Leia mais também

Produtos biológicos para toda a cadeia

Já existem no mercado brasileiro biodefensivos destinados ao controle de insetos, ácaros, nematóides e outras doenças que acometem raízes, folhas e frutos, inclusive no pós-colheita, ou seja, doenças que surgem durante o transporte. É o caso daquele bolor verde ou azul que aparece em frutos cítricos.

Biodefensivos à base de bactérias como Bacillus subtilis ou leveduras como a Candida oleophila que protegem os frutos durante o transporte e ainda aumentam o seu tempo de prateleira.

Bacillus thurigiensis um microrganismo para muitas tecnologias

Conheça também

Além disso, o uso de produtos biológicos no tratamento de sementes tem se mostrado uma tendência no cultivo de hortaliças. A aplicação de biológicos em sementes promove o melhor desenvolvimento da planta e maior proteção contra pragas e doenças, uma vez que os microrganismos benéficos irão produzir substancias que inibem ou afastam a presença de organismos patogênicos. 

Outra tendência é o manejo que utiliza produtos biológicos de controle no entorno dos pomares, o que diminui o custo do controle. Estratégia que tem sido utilizada em citros para o controle do psilídeo, um inseto praga dessa cultura. 

Crescente adoção de produtos biológicos no mundo, e o Brasil é protagonista nesse mercado

Veja mais sobre

Em resumo, a alta adoção por parte dos produtores, mostra que os produtos biológicos de controle vieram para ficar. Resultado de investimentos em pesquisa e desenvolvimento que avançaram nos últimos anos, garantindo produtos com alta eficácia, maior tempo de prateleira e um portfólio diversificado de opções.

 

Principal fonte

CropLife Brasil, 2021.

Aviso de cookies
Usamos cookies para melhorar a experiência de nossos usuários em nosso site. Ao acessar nosso conteúdo, você aceita o uso de cookies como prevê nossa política de cookies.
Saiba Mais