Home Notícias Agricultura digital: Do GPS a aplicativos beneficiando produtores e consumidores

Notícias

Agricultura digital: Do GPS a aplicativos beneficiando produtores e consumidores

O uso de tecnologia na agricultura nunca foi tão intenso no campo. Contamos com produtos e equipamentos que auxiliam na produção de alimentos e fibras, desde o momento do plantio até a colheita. Segundo dados divulgados este ano pelo Ministério da Agricultura, a agricultura 4.0 ou agricultura digital pode reduzir em torno de 10% o custo dos fertilizantes e em aproximadamente 3% o uso de defensivos.

As informações do mapeamento do solo e da lavoura permitem uma melhor gestão da propriedade agrícola. Além disso, tecnologias que possibilitam identificar a variabilidade no solo, dentro de uma área, otimizam a utilização de insumos e geram economia. O uso de drones para capturar imagens e máquinas com sensores também geram dados de produção a cada segundo dentro de um talhão da lavoura que são convertidos em mapas de produtividade.


A Agricultura Digital, também chamada de Agricultura 4.0 (Agro 4.0), é o uso de soluções tecnológicas ligadas à informática para gerenciar a lavoura, com o objetivo de melhorar a produção agrícola.


Até mesmo os pequenos produtores podem se beneficiar dessas tecnologias, ao identificarem regiões, em sua propriedade, que possuem produção diferenciada.

 

Embrapa. As cores e os números correspondem a Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

A modernização da agricultura

A revolução tecnológica no campo começou com o GPS (sistema de posicionamento global, ou global positioning system, em inglês) e evoluiu até chegar a aplicativos que monitoram plantações remotamente, via smartphone, computadores ou tablets com acesso à internet.

Além disso, sensores espalhados pela propriedade também são capazes de gerar um grande volume de dados que podem ser analisados e utilizados para melhorar os processos.

O mais recente salto tecnológico do setor agrícola foi a introdução de drones em diversos processos. O uso destas pequenas aeronaves não tripuladas permite monitoramento aéreo em tempo real dos processos de colheita e sensoriamento remoto mais acessível quando comparado ao realizado por satélites.

Da pré à pós-produção, as ferramentas tecnológicas podem contribuir para que se produza mais no mesmo espaço e abrem caminho para combatermos desperdícios de água, fertilizantes e defensivos. Além disso, o produtor conectado otimiza seu tempo no gerenciamento da produção.

 

Tecnologias que viabilizam a Agricultura Digital 4.0

Dentre as tecnologias que viabilizam a agricultura digital, temos:

Utilizadas de forma correta, essas tecnologias podem otimizar todo o processo ao longo da cadeia produtiva, reduzindo perdas e aumentando a produtividade.

Agricultura digital conecta produtor e consumidor

A agricultura digital também pode ser aplicada à rastreabilidade da produção. Ou seja, permite que o agricultor registre o passo a passo do cultivo. Dessa forma, ele consegue informar os quesitos de sustentabilidade que foram adotados no seu processo de produção.

Os canais digitais, como as redes sociais, por exemplo, podem ajudar o agricultor na tomada de decisões. Afinal, isso influencia na forma com que o alimento chega ao prato da população.

Essas iniciativas também permitem levar à sociedade o conhecimento sobre o papel fundamental do agricultor e, assim, melhorar a compreensão das pessoas sobre a agricultura.